“O Regresso” do mexicano Alejandro González Iñárritu são os grandes vencedores dos Prêmios Bafta

O diretor Alejandro Gonzalez Inarritu e o ator Leonardo DiCaprio, vencedores do Bafta

O regresso”, do mexicano Alejandro González Iñárritu, foi o destaque neste domingo da edição de número 69 dos Prêmios Bafta – o Oscar britânico-, ao ficar com cinco dos oito prêmios aos quais concorria, em cerimônia que ignorou os favoritos, “Carol” e “Ponte dos Espiões”.

Melhor filme, diretor, ator principal (Leonardo DiCaprio), direção de fotografia (Emmanuel Lubezki) e som foram as cinco categorias nas quais “O Regresso” reinou, seguido por número de prêmios por “Mad Max: Estrada da Fúria”, que ficou com quatro dos sete a que concorria: melhor projeto de produção, melhor figurino, melhor maquiagem e melhor edição.

“O Regresso”, baseado no romance de Michael Punke, serviu a Iñárritu para se reconciliar com os Bafta após ter ficado com quase nada no ano passado com “Birdman (ou a Inesperada Virtude da Ignorância)”.

“Vivemos momentos muito difíceis filmando ‘O Regresso’, mas todos esses momentos foram recompensados agora”, disse o diretor na entrevista coletiva depois da festa.

Os Bafta ignoraram os dois principais favoritos, “Carol” e “Ponte dos Espiões”, que chegaram com nove indicações cada um.

“Carol”, a história de amor entre Therese Belivet (Rooney Mara) e Carol Aird (Cate Blanchett) nos Estados Unidos da década de 1950, baseada em um romance de Patricia Highsmith, foi indicado a melhor filme, diretor, atriz, atriz coadjuvante e roteiro adaptado, mas acabou não ganhando nenhum Bafta.

“Ponte dos Espiões”, o filme de Steven Spielberg que narra uma troca entre Estados Unidos e União Soviética em plena Guerra Fria só se levou um.

Spielberg subiu sozinho ao palco para receber o prêmio que reconheceu o britânico Mark Rylance como melhor ator coadjuvante.

Iñárritu completou sua grande noite com o prêmio de melhor diretor, categoria na qual superou Todd Haynes (“Carol”), Adam McKay (“A Grande Aposta”), Ridley Scott (“Perdido em Marte”) e Spielberg (“Ponte dos Espiões”).

O protagonista de seu filme, o americano Leonardo DiCaprio, foi um dos mais aclamados no tapete vermelho e um dos mais emocionados ao receber seu prêmio.

DiCaprio, que interpreta em “O Regresso” Hugh Glass e que concorre a seu primeiro Oscar em sua quinta indicação, venceu Bryan Cranston (“Trumbo: Lista Negra”), Matt Damon (“Perdido em Marte”), Michael Fassbender (“Steve Jobs”) e a Eddie Redmayne (“A Garota Dinamarquesa”).

“Isto não é apenas um filme, é uma viagem épica na qual embarcamos todos. Foi algo extremamente especial em minha vida. Fizemos nosso trabalho, pusemos a alma e o coração neste projeto e estou feliz de fazer parte deste filme”, disse DiCaprio, exultante, com o Bafta na mão.

Entre as mulheres, o Bafta de melhor atriz foi para a americana Brie Larsson por “Room – O Quarto de Jack”, um papel pelo qual levou o Globo de Ouro e pelo qual é a favorita para o Oscar.

Larsson venceu Cate Blanchett (“Carol”), Saoirse Ronan (“Brooklyn”), Maggie Smith (“A Senhora da Van”) e Alicia Vikander (“A Garota Dinamarquesa”).

Na categoria de atriz coadjuvante, a vencedora foi a britânica Kate Winslet por “Steve Jobs”, um prêmio para o qual concorria com Alicia Vikander (“Ex Machina: Instinto Artificial”), Jennifer Jason Leigh (“Os Oito Odiados”), Julie Walters (“Brooklyn”) e Rooney Mara (“Carol”).

Outro dos prêmios de destaque da noite foi o de música, que foi para o veterano mestre italiano Ennio Morricone pela composição para “Os Oito Odiados”, de Quentin Tarantino, e o de melhor documentário, para “Amy” de Asif Kapadia, sobre a vida da falecida cantora Amy Winehouse.

O Bafta de melhor filme de fala não inglesa – para o qual o favorito era a superprodução do taiuanês Hou Hsiao-Hsien, “The Assasin” – foi para a Argentina, por “Relatos Selvagens”, de Damián Szifrón

O Bafta de animação foi, como se esperava, para “Divertida Mente” e o de roteiro para “Spotlight – Segredos Revelados” na categoria de original, e “A Grande Aposta” na de adaptado, enquanto “Star Wars – O Despertar da Força” levou apenas o de efeitos especiais.

A festa de entrega dos Bafta aconteceu no imponente Royal Opera House, no West End de Londres, que abrigou a noite mais importante do cinema no Reino Unido, e que contou com convidados como Tom Cruise, Cate Blanchett, Eddie Redmayne, Idris Elba, Matt Damon e Michael Fassbender, entre outros.

A cerimônia se caracterizou pelo humor e pelo ritmo impecável, e que foi apresentada por uma das figuras mais populares do cinema, da televisão e da cultura da Grã-Bretanha, o ator Stephen Fry.

 

Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: