Wagner Moura corre por fora contra medalhões da TV no Globo de Ouro

A missão de Wagner Moura no Globo de Ouro desta noite não é nada fácil. Para sair vencedor na categoria melhor ator em série dramática, o brasileiro terá de desbancar três medalhões da TV na premiação, uma das principais do mundo do entretenimento: Jon Hamm (de Mad Men), Bob Odenkirk (Better Call Saul) e Liv Schreiber (Ray Donovan). A cerimônia, apresentada pelo comediante Ricky Gervais, será realizada neste domingo (10), a partir das 22h, em Beverly Hills, com transmissão ao vivo do canal TNT.

Moura concorre pela primeira vez ao Globo de Ouro, feito conquistado pela polêmica temporada de estreia de Narcos, da Netflix, na qual interpreta o traficante colombiano Pablo Escobar. O ator recebeu severas críticas, principalmente na Colômbia, por causa de seu sotaque. Para os colombianos, a dicção de Moura passou longe do modo como falam os moradores do Estado de Antioquia, terra de Escobar. Seria quase a mesma coisa que um ator com sotaque baiano interpretar um bandido carioca da gema.

O brasileiro é uma zebra na disputa, que tem Jon Hamm como franco favorito. O protagonista de Mad Men, série que terminou no ano passado, concorre pela sexta vez ao Globo de Ouro _venceu uma, em 2008. Hamm é o atual detentor do Emmy de melhor ator em série dramática. Bob Odenkirk, o advogado malandro de Better Call Saul, está na briga pela primeira vez, mas é um veterano nas premiações da TV desde os tempos do humorístico Saturday Night Live, programa que o revelou, e depois com Breaking Bad (2008-2013).

Liev Schreiber, o implacável Ray Donovan, é outra figurinha carimbada das premiações e nome forte na disputa. Essa é a quarta vez que ele está no Globo de Ouro, três delas por Ray Donovan. Fecha o quinteto Rami Malek, que roubou a cena em Mr. Robot. Assim como Moura, Malek é café pequeno nesse embate de gigantes.

DIVULGAÇÃO/MONTAGEM/USA NETWORK/FOX

Rami Malek (à esq.) em Mr. Robot e Terrence Howard em Empire; qual a melhor série de 2015?

Qual a melhor série de 2015?

Como o Globo de Ouro sempre é entregue em janeiro, os vencedores recebem o rótulo de melhor “alguma coisa” do ano anterior _no caso, de 2015. Fora isso, a premiação tem uma tendência de eleger séries novatas na categoria drama, o que ocorreu 15 vezes em 45 oportunidades. No ano passado, deu The Affair, série estreante. The Sopranos (2000) e Homeland (2012) também venceram no primeiro ano.

O paradigma dá esperança para Mr. Robot e Empire, duas boas estreias do ano passado. Uma (Mr. Robot) tem uma trama mais cabeça, inovadora. Outra (Empire) apresenta uma fórmula tradicional e bem estruturada das batidas brigas familiares vistas aos montes na TV. Ambas têm os respectivos valores e méritos.

Mas o prêmio não deve escapar de Game of Thrones, pela quinta e melhor temporada da série. Atual vencedora do Emmy, o prêmio de melhor série dramática daria à produção da HBO a dobradinha Emmy-Globo de Ouro. A última vez que isso aconteceu foi em 2008-2009, com Mad Men.

REPRODUÇÃO/FX/MONTAGEM/DIVULGAÇÃO/ABC

Elas deram show em 2015: Kirsten Dunst (à esq.) em Fargo e Regina King em American Crime

Fargo x American Crime

A categoria minissérie tem um duelo à parte: Fargo contra American Crime. Cada uma das produções tem praticamente dois prêmios certos: melhor atriz para Kirsten Dunst (Fargo) e melhor atriz coadjuvante para Regina King (American Crime). O embate será na categoria principal do gênero, não deixando espaço para American Horror Story: Hotel, Wolf Hall e Flesh & Bone, os outros concorrentes.

E as comédias?

A organização do Globo de Ouro surpreendeu ao anunciar a categoria de melhor série de comédia ou musical, no mês passado, sem a presença de nomes tradicionais, como Modern Family e The Big Bang Theory, e a adição de séries desconhecidas, como Casual e Mozart in the Jungle. Essa é uma das categorias mais imprevisíveis da noite, o que dá esperança para Orange Is the New Black. Mas Veep e Transparent são os nomes mais fortes.

Veja os indicados nas categorias de TV do Globo de Ouro de 2016:

Melhor série dramática:

Empire (Fox)

Game of Thrones (HBO)

Mr. Robot (Space)

Narcos (Netflix)

Outlander

 

Melhor série de comédia ou musical:

Casual

Mozart in the Jungle

Orange Is the New Black (Netflix)

Silicon Valley (HBO)

Transparent

Veep (HBO)

 

Melhor minissérie ou filme feito para TV:

American Crime (AXN)

American Horror Story: Hotel (FX)

Fargo

Flesh & Bone

Wolf Hall

 

Melhor atriz de série dramática:

Caitriona Balfe (Claire Beauchamp em Outlander)

Eva Green (Vanessa Ives em Penny Dreadful)

Robin Wright (Claire Underwood em House of Cards)

Taraji P. Henson (Cookie em Empire)

Viola Davis (Annalise Keating em How to Get Away with Murder)

 

Melhor ator de série dramática:

Bob Odenkirk (Saul Goodman em Better Call Saul)

Jon Hamm (Don Draper em Mad Men)

Liev Schreiber (Raymond Donovan em Ray Donovan)

Rami Malek (Elliot Alderson em Mr. Robot)

Wagner Moura (Pablo Escobar em Narcos)

 

Melhor atriz de série de comédia ou musical:

Gina Rodriguez (Jane Villanueva em Jane The Virgin)

Jamie Lee Curtis (Cathy Munsch em Scream Queens)

Julia Louis-Dreyfus (Selina Meyer em Veep)

Lily Tomlin (Frankie em Grancie and Frankie)

Rachel Bloom (Rebecca Bunch em Crazy Ex-Girlfriend)

 

Melhor ator de série de comédia ou musical:

Aziz Anzari (Dev Shah em Master of None)

Gael Garcia (Rodrigo De Souza em Mozart in the Jungle)

Jeffrey Tambor (Mort/Maura em Transparent)

Rob Lowe (Dean Sanderson Jr. em The Grinder)

Patrick Stewart (Walter Blunt em Blunt Talk)

 

Melhor ator em minissérie ou filme para TV:

Idris Elba (John Luther em Luther)

David Oyelowo (Peter Snowden em Nightingale)

Patrick Wilson (Lou Solverson em Fargo)

Mark Rylance (Thomas Cromwell em Wolf Hall)

Oscar Isaac (Nick Wasicsko em Show Me a Hero)

 

Melhor atriz em minissérie ou filme feito para TV:

Felicity Huffman (Barbara Hanlon em American Crime)

Lady Gaga (Elizabeth em American Horror Story: Hotel)

Kirsten Dunst (Peggy Blumquist em Fargo)

Queen Latifah (Bessie Smith em Bessie)

Sara Hay (Claire Robbins em Flesh and Bone)

 

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie, ou filme para TV:

Joanne Froggatt (Anna Smith em Downton Abbey)

Judith Light (Shelly Pfefferman em Transparent)

Regina King (Aliyah Shadeed em American Crime)

Maura Tierney (Helen Solloway em The Affair)

Uzo Aduba (Suzanne Warren em Orange is the New Black)

 

Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV:

Alan Cumming (Eli Gold em The Good Wife)

Ben Mendelsohn (Danny Rayburn em Bloodline)

Christian Slater (Mr. Robot em Mr. Robot)

Damian Lewis (Henry VIII em Wolf Hall)

Tobias Menzier (Frank Randall em Outlander)

Original: http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/series/wagner-moura-corre-por-fora-contra-medalhoes-da-tv-no-globo-de-ouro-10149#ixzz3wro41fls
Follow us: @danielkastro on Twitter | noticiasdatvoficial on Facebook

Leave a comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: