Críticos de Nova York escolhem ‘Trapaça’ como melhor filme do ano

Filme rendeu ainda prêmio de melhor coadjuvante a Jennifer Lawrence.
Robert Redford e Cate Blanchett foram eleitos melhores ator e atriz.

Jennifer Lawrence e Amy Adams em cena de 'Trapaça' (Foto: Divulgação)

Jennifer Lawrence e Amy Adams em cena de ‘Trapaça’ (Foto: Divulgação)

O Círculo de Críticos de Cinema de Nova York escolheu nesta terça-feira “Trapaça” (American Hustle), filme sobre trapaceiros forçados a colaborar com o FBI nos anos 1970, como o melhor de 2013 e concedeu seus principais prêmios de interpretação para Robert Redford e Cate Blanchett, na primeira das premiações que antecedem a corrida para o Oscar.

O cineasta britânico Steve McQueen ganhou o prêmio de melhor diretor por “12 years a slave”, um drama histórico sobre um homem negro livre vendido como escravo, baseado nas memórias de Solomon Northup, de 1853.

A premiação nova-iorquina posiciona o diretor David O. Russell, de “Trapaça”, que estreia nos cinemas dos Estados Unidos no fim deste mês, e “12 years a slave”, ganhador do prêmio principal deste ano no Festival Internacional de Cinema de Toronto, como os primeiros candidatos na disputa pelos prêmios da Academia de Hollywood.

Redford foi escolhido o melhor ator por seu desempenho no drama de sobrevivência “All is lost” e Cate, o de melhor atriz por sua interpretação de uma ex-socialite usuária contumaz de remédios que tem de lidar com a queda de seu status no filme “Blue Jasmine”, de Woody Allen.

Jared Leto levou o prêmio de ator coadjuvante pela interpretação de um transexual soropositivo que ajuda a contrabandear medicamentos não aprovados nos EUA pra pacientes com aids, no filme “Dallas buyers club”.

Jennifer Lawrence, ganhadora do Oscar de melhor atriz por “O lado bom da vida”, foi escolhida a melhor atriz coadjuvante pelo papel de uma dona de casa entediada em “Trapaça”.

delubio soars006

Advertisements

Inside the Golden Globes Pre-Parties (Photos) by Variety Staff

Jon Hamm, Kevin Spacey and Tom Hanks

Jon Hamm, Kevin Spacey and Tom Hanks represent “Mad Men,” “House of Cards” and “Captain Phillips” and “Saving Mr. Banks” at the AFI Luncheon on the Friday before the Golden Globes.

Jon Hamm, Kevin Spacey and Tom Hanks

Maisie Williams, Kit Harington and Emilia Clarke

“Game of Thrones” trio Maisie Williams, Kit Harington and Emilia Clarke at the AFI Luncheon

Maisie Williams, Kit Harington and Emilia Clarke

Lupita Nyong’o and Sandra Bullock

Lupita Nyong’o and Sandra Bullock at the AFI Awards luncheon

Lupita Nyong’o and Sandra Bullock

Jon Hamm

“Mad Men’s” Jon Hamm works on his awards game face at the AFI Luncheon.

Jon Hamm

Amy Adams, Melonie Diaz, Kate Mara and Octavia Spencer

Amy Adams, Melonie Diaz, Kate Mara and Octavia Spencer rep “American Hustle,” “Fruitvale Station” and “House of Cards” at the AFI Luncheon.

Amy Adams, Melonie Diaz, Kate Mara and Octavia Spencer

John Landgraf, Steven Spielberg, Peter Rice and Leslie Moonves

FX’s John Landgraf, Steven Spielberg, Fox’s Peter Rice and CBS’ Leslie Moonves at the AFI Luncheon

John Landgraf, Steven Spielberg, Peter Rice and Leslie Moonves

Emma Thompson and Shirley Maclaine

Emma Thompson and AFI honoree Shirley Maclaine

Emma Thompson and Shirley Maclaine

Jenji Kohan and Reed Hastings

Netflix’s Reed Hastings puts the squeeze on “Orange Is the New Black” creator Jenji Kohan at the AFI luncheon.

Jenji Kohan and Reed Hastings

Amy Pascal and Robin Wright

Sony’s Amy Pascal and Robin Wright

Amy Pascal and Robin Wright

David O. Russell and Bradley Cooper

David O. Russell and Bradley Cooper at the AFI Luncheon on the Friday before the Golden Globe Awards

David O. Russell and Bradley Cooper

Shohreh Aghdashloo and Tom Hanks

Shohreh Aghdashloo and Tom Hanks at BAFTA/LA’s Golden Globe Awards tea party

Shohreh Aghdashloo and Tom Hanks

Sandra Bullock and Jane Seymour

Sandra Bullock and Jane Seymour cuddle up at BAFTA’s Golden Globe Awards tea party

Sandra Bullock and Jane Seymour

Brit Marling and Chiwetel Ejiofor

Brit Marling and Chiwetel Ejiofor at the BAFTA/LA Golden Globe Awards tea party

Brit Marling and Chiwetel Ejiofor

Joanna Kaye, Paul Greengrass, David O. Russell and Jason Isaacs

Joanna Kaye, director Paul Greengrass, director David O. Russell and Jason Isaacs at the BAFTA/LA tea party celebrating the Golden Globe Awards

Joanna Kaye, Paul Greengrass, David O. Russell and Jason Isaacs

Aaron Paul, Alice Eve and Benedict Cumberbatch

Aaron Paul beams up with “Star Trek” costars Alice Eve and Benedict Cumberbatch at the BAFTA/LA Golden Globe Awards tea party.

Aaron Paul, Alice Eve and Benedict Cumberbatch

Martin Scorsese and Cate Blanchett

Martin Scorsese and Cate Blanchett catch up for tea at the BAFTA/LA tea party

Martin Scorsese and Cate Blanchett

Mila Kunis and Ashton Kutcher

Mila Kunis and Ashton Kutcher celebrate at the CBS party before the Golden Globe Awards

Mila Kunis and Ashton Kutcher

Liev Schreiber, Julianna Margulies and Leslie Moonves

Liev Schreiber, Julianna Margulies and Leslie Moonves at the CBS pre-Golden Globe Awards party

Liev Schreiber, Julianna Margulies and Leslie Moonves

Lizzy Caplan, David Nevins and Nicholas D’Agosto

Lizzy Caplan, Showtime’s David Nevins and Nicholas D’Agosto at the CBS Golden Globe Awards party

Lizzy Caplan, David Nevins and Nicholas D’Agosto

Sean Penn with U2

Sean Penn with U2’s The Edge and Bono at the Help Haiti Home Gala before the Golden Globe Awards.

Sean Penn with U2

Stars react to U2′s performance

Emma Thompson, Diane Kruger, Danny Moder, Julia Roberts and Richard Lovett get excited for U2’s performance at Sean Penn’s Help Haiti Home Gala.

Stars react to U2′s performance

Charlize Theron and Sean Penn

Charlize Theron and Sean Penn at the Help Haiti Home gala. Penn referred to “a certain woman from South Africa” in his speech.

Charlize Theron and Sean Penn

Jeremie Laheurte, Adele Exarchopoulos, and director Abdellatif Kechiche

Jeremie Laheurte, Adele Exarchopoulos, and director Abdellatif Kechiche of “Blue Is the Warmest Color” at the LA Film Critics Awards gala

Jeremie Laheurte, Adele Exarchopoulos, and director Abdellatif Kechiche

Cinematographer Emmanuel Lubezki, director Alfonso Cuaron, and editor Mark Sanger

Cinematographer Emmanuel Lubezki, director Alfonso Cuaron, and editor Mark Sanger of “Gravity” at the LA Film Critics Association gala

Cinematographer Emmanuel Lubezki, director Alfonso Cuaron, and editor Mark Sanger

James Franco

“Spring Breakers” co-winner James Franco gave props to his cohort Jared Leto at the LA Film Critics Awards.

James Franco

Martin Scorsese and Brad Grey

Martin Scorsese and Brad Grey at Paramount’s pre-Golden Globe Awards party at the Chateau Marmont

Martin Scorsese and Brad Grey

Margot Robbie

“The Wolf of Wall Street’s” Margot Robbie stuns in a low-plunging black dress at Paramount’s pre-Golden Globe Awards party

Margot Robbie

Amber Heard and Johnny Depp
Amber Heard and Johnny Depp at the Art of Elysium’s Heaven Gala
Amber Heard and Johnny Depp
Michelle Trachtenberg and Evan Rachel Wood

Michelle Trachtenberg and Evan Rachel Wood at the Art of Elysium Heaven gala

Michelle Trachtenberg and Evan Rachel Wood

“Burning Love”
June Diane Raphael and the “Burning Love” team accept the Breakthrough of the Year Award.
“Burning Love”
Kristen Bell and Ryan Hansen backstage
Kristen Bell and Ryan Hansen backstage at Variety’s Breakthrough of the Year Awards.
Kristen Bell and Ryan Hansen backstage
Rob Thomas and Kristen Bell
“Veronica Mars” writer-producer Rob Thomas and Kristen Bell on stage at Variety’s Breakthrough Awards.
Rob Thomas and Kristen Bell
Janelle Monae

Singer Janelle Monae wowed the crowd at the Breakthrough of the Year Awards.

Janelle Monae

Olivia Munn

Actress winner Olivia Munn brings a pop of sunshine to the Breakthrough of the Year Awards.

Olivia Munn

Love for “Burning Love”
“Burning Love” honorees Beth Dover, Erica Oyama, Paul Scheer, June Diane Raphael, Ryan Hansen, Michael J. Rosenstein, and Jonathan Stern backstage at Variety’s Breakthrough Awards.
Love for “Burning Love”
Dean Norris
Dean Norris of “Under the Dome” accepted the Breakthrough Award for Television.
Dean Norris
Ryan Hansen and Kristen Bell
It’s Dick Casablancas and Veronica Mars together again! Castmates Ryan Hansen and Kristen Bell ham it up on the red carpet at Variety’s Breakthrough of the Year Awards.
Ryan Hansen and Kristen Bell
Ryan Hansen, Kristen Bell and Rob Thomas
The “Veronica Mars” team of Ryan Hansen, Kristen Bell and Rob Thomas at Variety’s Breakthrough Awards of the Year on Jan. 9 in Las Vegas.
Ryan Hansen, Kristen Bell and Rob Thomas
Skylar Grey

Singer, songwriter and multi-instrumentalist Skylar Grey was named “Music’s Up Next” winner at Variety’s Breakthrough of the Year Awards on Jan. 9 in Las Vegas. Grey co-wrote Eminem and Rihanna’s hit “Love the Way You Lie” and released her solo album “Don’t Look Down” to much acclaim.

Skylar Grey

Golden Globe Winner and Backstage Reactions

Amy Poehler

Amy Poehler won Best Actress – TV Series, Comedy or Musical for “Parks and Recreation,” telling viewers that her co-stars were “the best in comedy or drama as far as I’m concerned.”

Amy Poehler

Michael Douglas

Michael Douglas won the Golden Globe for Best Actor in a Mini-Series or TV Movie for “Behind the Candelabra.” He told Matt Damon that he beat out his co-star becuase “I wore more sequins.”

Michael Douglas

Lupita Nyong’o

Lupita Nyong’o is red hot in a Ralph Lauren cape dress on the Golden Globe Awards red carpet.

Lupita Nyong’o

Tina Fey and Amy Poehler

Hostesses Tina Fey and Amy Poehler on the Golden Globe Awards red carpet

Tina Fey and Amy Poehler

Lena Dunham
Lena Dunham in a canary yellow gown
 
Lena Dunham
 
Jennifer Lawrence

Jennifer Lawrence chose this billowing white Dior.

Jennifer Lawrence

Zooey Deschanel

Zooey Deschanel is radiant in white Oscar de la Renta at the Golden Globe Awards

Zooey Deschanel

Taylor Swift

Taylor Swift chose a strapless red and black number.

Taylor Swift

Anna Gunn

“Breaking Bad’s” Anna Gunn in a sculpted nude gown from Donna Karan Atelier

Anna Gunn

Aubrey Plaza

Aubrey Plaza is pretty in purple in a colorblocked Oscar de la Renta gown on the Golden Globe Awards red carpet

Aubrey Plaza

Oscar Isaac and Leonardo DiCaprio

Oscar Isaac and Leonardo DiCaprio pose on the red carpet together.

Oscar Isaac and Leonardo DiCaprio

Michelle Dockery

Michelle Dockery of “Downton Abbey” in an ethereal Oscar de la Renta

Michelle Dockery

Zosia Mamet

“Girls” star Zosia Mamet in black and white and a new haircut

Zosia Mamet

Ron Howard

“Rush” director Ron Howard

Ron Howard

Robin Wright and Ben Foster

Robin Wright in a backless dress with fiance Ben Foste

Robin Wright and Ben Foster

Laura Dern

Laura Dern took a plunge with her red carpet look

Laura Dern

Adam Scott

“Parks and Rec” star Adam Scott

Adam Scott

Kaley Cuoco

“Big Bang Theory” star Kaley Cuoco wearing dress of muted colors by Rani Zakhem

Kaley Cuoco

Edie Falco

Edie Falco favored a giant bow for her Golden Globes dress.

Edie Falco

Elisabeth Moss

Elisabeth Moss took the opportunity to flip off E!’s “Mani Cam.”

Elisabeth Moss

Cate Blanchett

Cate Blanchett wore a lace and tulle Armani Prive dress

Cate Blanchett

Emma Thompson

Emma Thompson wore a conservative golden dress

Emma Thompson

Matthew McConaughey and Camila Alves

Matthew McConaughey looking dapper in a D&G velvet tux with wife Camila Alves

Matthew McConaughey and Camila Alves

U2
Bono, Larry Mullen Jr., Adam Clayton and The Edge of U2
 
U2
 
Allison Williams

Allison Williams disproved the prevailing wisdom on horizontal stripes in this black and white dress

Allison Williams

Naomi Watts

Naomi Watts wore Tom Ford

Naomi Watts

Berenice Bejo

Berenice Bejo looked stunning in this flowery red dress

Berenice Bejo

Kerry Washington

Kerry Washington made pregnancy chic in Balenciaga

Kerry Washington

Bryan Cranston and Robin Dearden

Bryan Cranston and Robin Dearden walking the carpet before the awards.

Bryan Cranston and Robin Dearden

Hayden Panettiere

Hayden Panettiere picked black and white Tom Ford for the Golden Globe Awards red carpet

Hayden Panettiere

Helen Mirren

Helen Mirren stood out in green flower print

Helen Mirren

Sofia Vergara

Sofia Vergara used a turquoise necklace to accent her flowing black dress.

Sofia Vergara

Olivia Wilde

Olivia Wilde showed off her baby bumb in this skin-tight black dress.

Olivia Wilde

Aaron Paul and Lauren Parsekian

Aaron Paul chose a modern skinny ties and Lauren Parsekian followed the crowd in red.

Aaron Paul and Lauren Parsekian

Sarah Paulson

Sarah Paulson chose a conservative pattern for her Golden Globes attire.

Sarah Paulson

Julianna Margulies

Julianna Margulies in a black fractal inspired dress.

Julianna Margulies

Amy Adams

“American Hustle” winner Amy Adams was one of the best dressed in a deep plunging halter dress by Valentino

Amy Adams

Sosie Bacon and Kyra Sedgwick
This year’s Miss Golden Globe Sosie Bacon and her proud mama Kyra Sedgwick
 
Sosie Bacon and Kyra Sedgwick
 
Jessica Chastain and Drew Barrymore
Jessica Chastain gives Drew Barrymore a squeeze on the Golden Globe Awards red carpet
 
Jessica Chastain and Drew Barrymore
 
Julie Bowen
“Modern Family’s” Julie Bowen wore a berry colorblock dress
 
Julie Bowen
 
Sandra Bullock
“Gravity” actress Sandra Bullock in Prabal Gurung
 
Sandra Bullock
 
Lizzy Caplan
“Masters of Sex’s” Lizzy Caplan
 
Lizzy Caplan
 
Oscar Isaac and Leonardo DiCaprio
Nominees Oscar Isaac and Leonardo DiCaprio
 
Oscar Isaac and Leonardo DiCaprio
 
Elsa Pataky and Chris Hemsworth
Elsa Pataky and Chris Hemsworth walk the Golden Globe Awards red carpet with their baby bump
 
Elsa Pataky and Chris Hemsworth
 
Rashida Jones
“Parks and Recreation’s” Rashida Jones keeps it fresh on the carpet with a palm tree printed Fausto Puglisi gown
 
Rashida Jones
 
Julia Roberts
“August: Osage County” actress nominee Julia Roberts wore Dolce & Gabbana
 
Julia Roberts
 
Helen Mirren and Mila Kunis
Helen Mirren and Mila Kunis
 
Helen Mirren and Mila Kunis
 
Margot Robbie

Margot Robbie of “The Wolf of Wall Street” in Gucc

Margot Robbie

Zoe Saldana
Zoe Saldana in a mixed print Prabal Gurung
 
Zoe Saldana
 
Channing Tatum and Jenna Dewan-Tatum
Channing Tatum and Jenna Dewan-Tatum
 
Channing Tatum and Jenna Dewan-Tatum
 
 

Grace Kelly volta aos holofotes em nova biografia e filme com Nicole Kidman

Por que o diretor Gregory Ratoff gostava dela? Nas palavras dele: “Ela é perfeita! O que eu amo nesta garota é que ela não é bonita”.

Falava de Grace Kelly. O ano era 1950 e ela fazia um teste para o filme “Taxi”, no papel de uma jovem irlandesa que chega a Nova York para procurar o marido. Ratoff a queria, mas os executivos da Twentieth Century Fox acharam que Grace era muito elegante e sofisticada para a personagem, e a vetaram.

“Eu estive na categoria do ‘muito’ por longo tempo”, contava ela. “Muito alta, pernas muito longas, muito sofisticada.”

Esses “muitos” não atrapalharam sua carreira. A vida de Grace Kelly tem novas revelações na biografia do escritor Donald Spoto, “High Society: The Life of Grace Kelly” (Alta Sociedade: A Vida de Grace Kelly), lançada em 2010 nos Estados Unidos e que será publicada no Brasil pela editora LeYa, no próximo dia 20.

Reprodução
A atriz norte-americana e princesa de Mônaco, Grace Kelly
A atriz norte-americana e princesa de Mônaco, Grace Kelly

Kelly fez uma exigência a Spoto: o livro só deveria sair 25 anos após sua morte (ela morreu em 1982).

Em 7 de fevereiro, estreia no Brasil o filme “Grace: A Princesa de Mônaco”, com Nicole Kidman no papel principal.

O filme aborda um período -de dezembro de 1961 a novembro de 1962- quando Grace teve um importante papel em uma negociação entre Charles de Gaulle, presidente da França, e o príncipe Rainier, de Mônaco, seu marido.

De Gaulle insistia em que os impostos cobrados dos franceses em Mônaco fossem enviados a Paris e ameaçou Rainier, que não concordava. O príncipe venceu a disputa.

INFLUÊNCIA FAMILIAR

Grace Kelly nasceu em 12 de novembro de 1929 na Filadélfia, EUA, filha de John B. Kelly, irlandês, e Margareth Majer Kelly, alemã. Eram ricos.

Grace foi uma garota alegre, sempre sorridente, que fazia amigos com facilidade. Inspirou-se em seus tios, Walter Kelly e, principalmente, Georges Kelly, dois atores ligados ao teatro e ao cinema, e desde menina sonhava ser atriz.

Georges era um homossexual com quem a família não convivia muito bem. Mas foi por insistência dele que John Kelly aceitou que Grace fizesse, aos 12 anos, seu primeiro papel no teatro.
No final dos anos 1940, ela matriculou-se na Academia Americana de Artes Dramáticas, em Nova York. Na época, trabalhou como modelo e morava em pensionato de moças.

“Eu me rebelei contra minha família e fui para Nova York para descobrir quem eu era e quem não era”, diria ela mais tarde a Donald Spoto.

De 1947 a 1949, foi modelo. Começou ganhando US$ 7,50 por hora. Fez muito sucesso, foi capa de revistas como “Cosmopolitan” e seu salário subiu para US$ 400 semanais.

Em 1948, fez sua primeira peça na Broadway, “The Father” (O Pai). Foi vista por Edith Van Cleve, agente teatral que se ofereceu para trabalhar com ela. Também em 1948 completou o curso na academia estrelando a peça “The Philadelphia Story”, de Philip Barry, que mais tarde seria transposta para a tela no filme “Alta Sociedade”, o último dos 11 filmes de Grace.

Também para a tela grande foram, entre outras, as peças da Broadway “Disque M para Matar” e “Amar É Sofrer”. Por este último, recebeu o Oscar de melhor atriz.

O produtor Sol C. Siegel, da Twentieth Century Fox, havia visto “The Father” e indicou Grace para o diretor Henry Hathaway, que estava formando o elenco de “Catorze Horas”.

Ele a chamou, fez um teste e a convidou para um pequeno papel no filme. Ela aceitou, recebeu US$ 500 e este foi seu primeiro papel no cinema.

Divulgação
Nicole Kidman como Grace Kelly em cena de 'Grace: A Princesa de Mônaco', que estreia em fevereiro no Brasil
Nicole Kidman como Grace Kelly em cena de ‘Grace: A Princesa de Mônaco’, que estreia em fevereiro no Brasil

‘MATAR OU MORRER’

Em junho de 1951, Edith Van Cleve mandou fotos de Grace para a agência MCA, de Jay Kanter, quando o produtor Stanley Kramer e o diretor Fred Zinnemann fechavam o cast de “Matar ou Morrer”.

O personagem principal seria o xerife Will Kane, papel rejeitado por Marlon Brando, Montgomery Clift, Charlton Heston, Kirk Douglas e Gregory Peck. Gary Cooper aceitou.

Entre as opções para a heroína, Amy Fowler Kane, recém-casada com o xerife, havia, entre vários nomes, o de Grace Kelly, da qual tinham uma foto. Era novata, não custaria muito, e Kramer a contratou por US$ 750 a semana, em um total de seis semanas. Gary Cooper receberia pelo filme o Oscar de melhor ator.

“Eu era muito nova quando fiz ‘Matar ou Morrer'”, diria Grace. “E Zinnemann me disse ‘Grace, eu sinto muito, mas não posso ajudá-la da maneira que deveria’.”

Depois de “Matar ou Morrer”, Grace retomou lições com Sanford Meisner, lenda como professor de atores.

Foi então que John Ford viu as filmagens de seu teste para “Taxi”. Logo depois, Jay Kanter ligaria para Grace convidando-a para um teste com Ford, que preparava um filme para ser rodado na África e teria Clark Gable e Ava Gardner como atores. Ela embarcou rapidamente para Los Angeles.

“Aceitei porque em ‘Mogambo’ trabalharia com John Ford e Clark Gable em filmagens na África. Se fosse no Arizona, eu não aceitaria.”

UM CASO COM GABLE?

As filmagens duraram um ano, entre 1952 e 1953. Grace e Gable estavam constantemente juntos, jantavam todas as noites e era óbvio que gostavam muito um do outro. Logo surgiram boatos de que estavam tendo um caso, e uma frase foi atribuída a Grace:

“O que se espera se você está só em uma tenda na África com Clark Gable?”

Em seu livro, Donald Spoto não endossa a versão. Ele diz que, aos 50 anos, Gable havia perdido muito pouco de seu charme viril, comportamento protetor e calor paternal. Longe do conforto de casa, Grace desenvolveu uma intensa afeição por ele, mas é impossível dizer inequivocamente que o seu caso se concretizou.

“Mogambo” deu a Grace sua primeira indicação para o Oscar e seu primeiro Globo de Ouro, de atriz coadjuvante.

Ela assinou contrato de sete anos com a Metro, mas fez algumas exigências, entre elas continuar morando em Nova York, porque pretendia estar disponível para o teatro.
Fez várias peças e atuou na TV, até que, em junho de 1953, recebeu ligação de Kanter.

Alfred Hitchcock também havia visto o teste para “Taxi”, e queria conversar com ela. Grace foi a Los Angeles. Ela contaria como foi o primeiro encontro dos dois:

“Estava muito nervosa, mas ele foi muito agradável e me colocou à vontade. Falamos de viagens, culinária, vinhos, música, moda. Tudo, parece, menos da personagem.”

No dia 22 de julho foi anunciado que Grace Kelly seria Margot no filme “Disque M para Matar”, de Hitchcock. O diretor era conhecido pelo mau humor e discussões durante as filmagens. Dizia que atores vêm e vão, e que os diretores é que são importantes.

É claro que algo teria que acontecer entre ele e Grace, e foi na sequência em que tentam matá-la. Ela contou a Donald Spoto:

“Ele queria que fizessem um robe de veludo para mim. Disse que era para um efeito de luz e sombra no veludo. Então disse a ele que não achava que o robe se encaixava na cena. Se Margot se levantasse no meio da noite para atender ao telefone, e estivesse só no apartamento, ela não pegaria um robe”, explicou Grace.

“Ele ficou vermelho, o que sempre acontecia quando estava contrariado, e me perguntou o que eu usaria. Não usaria nada, respondi, eu simplesmente atenderia ao telefone com minha camisola.” “Provavelmente você está certa”, ele respondeu. E a cena foi filmada assim.

Houve rumores de que Grace e Ray Milland, seu marido no filme, tiveram um caso, mas nunca foi comprovado.

As filmagens terminaram no dia 30 de setembro, e Hitchcock falava sempre de “Janela Indiscreta”, seu próximo filme. Em novembro, um novo telefonema de Jay Kanter: Hitchcock a queria.

Ela faz o papel de Lisa Fremont, uma refinada dama apaixonada por L.B. Jefferies, fotógrafo free-lancer com uma perna quebrada, em cadeira de rodas, interpretado por James Stewart. Jeff passa os dias com sua máquina fotográfica, com teleobjetiva, focalizando os vizinhos. Então desconfia que um crime foi cometido.

O ANO DOS PRÊMIOS

Grace recebeu dois prêmios de melhor atriz do ano de 1954: dos críticos de Nova York por “Janela Indiscreta” e o Oscar por “Amar É Sofrer”, que faria depois de “As Pontes de Toko-Ri”.
Neste, teve papel pequeno como Nancy Brubaker, ao lado de William Holden, que interpretava Harry, seu marido, herói da Guerra da Coreia.

Foi quando teve um romance com William Holden, que durou apenas três semanas. No ano anterior, 1953, ela havia conhecido Oleg Cassini, um estilista de muito prestígio, que havia acabado de se divorciar de Gene Tierney. Foi um caso mais longo e Grace gostou muito dele.

Bing Crosby a pediu em casamento durante as filmagens de “Amar É Sofrer”, mas, embora a mídia tenha especulado um caso entre os dois, isso não aconteceu. Jornais e revistas de fofocas listam, entre seus casos, Gary Cooper, Clark Gable, Ray Milland, Bing Crosby e William Holden.

Quando Donald Spoto a estava ouvindo para escrever seu livro, Grace disse a ele que se apaixonava o tempo todo. Mas, no caso, frisa o escritor, se apaixonar não significava ir para a cama.

VIDA DE PRINCESA

Em 1955, fez “Ladrão de Casaca”, mais uma vez com Hitchcock, e, em 1956, “O Cisne” e “Alta Sociedade”. Durante as filmagens deste, conheceu o príncipe Rainier.

Ela foi convidada a integrar uma comitiva americana que iria ao Festival de Cannes. Em uma sessão de fotos, foi apresentada ao príncipe. Um ano depois eles anunciaram o casamento. Depois de casada, Grace abandonou a carreira. Tiveram três filhos, Caroline, Albert e Stephanie.

No dia 13 de setembro de 1982, dirigindo a caminho de Mônaco, voltando da quinta de Rocagel, propriedade do príncipe, Grace teve um mal súbito e desmaiou; seu carro se desgovernou e ela caiu em um precipício. Sua morte seria anunciada no dia seguinte, 14. Grace tinha 53 anos.

O carro que provocou a morte de Grace Kelly foi compactado, transformado em um cubo, transportado por barco e hoje jaz no fundo das águas azuis do Mediterrâneo.

 

Unreal Celebrity Photoshop Transformations

Novo Cartaz e trailer de ‘House of o Cards’ – 2ª Temporada

 

S2HOC-Cartaz2

O site Netflix disponibilizará no dia 14 de fevereiro os treze episódios produzidos para a segunda temporada de House of Cards, série adaptada por Beau Willimon da obra de Michael Dobbs, com produção de David Fincher.

A história acompanha a vida do congressista Francis Underwood (Kevin Spacey),  mais conhecido como Frank, casado com Claire (Robin Wright), mulher que compartilha de sua ambição e de sua linha de pensamento. Após perder a oportunidade de exercer o cargo de Secretário de Estado, ele inicia uma campanha para derrubar aqueles que o prejudicaram.

Com a direção de Jodie Foster, James Foley, Carl Franklin (Homeland) e John David Coles (Justified), entre outros, a segunda temporada conta com as participações de Jayne Atkinson (The Following), Derek Cecil (Treme), Gil BirminghamRachel Brosnahan (Orange is The New Black), Reg E. Cathey (Grimm), Terry Chen (Bates Motel), Ben Daniels (Merlin), Joanna Going (Mad Men), Boris McGiver (Person of Interest), Mozhan Marno (In Plain SightSam Page (Mad Men), Kate Lyn Sheil e  Jimmi Simpson (It’s Always Sunny in Philadelphia).

Enquanto os novos episódios não chegam, os fãs de House of Cards poderão conferir novamente a primeira temporada da série, que agora conta com a opção dos comentários em áudio de todos os seis diretores da primeira temporada. Entre eles, David Fincher, James Foley, Joel Schumacher, Charles McDougall, Carl Franklin e Allen Coulter. Os comentários podem ser encontrados como uma opção na legenda ou a opção de áudio alternativo no site do Netflix.

Confiram o primeiro cartaz divulgado aqui e o primeiro trailer aqui.

Cliquem na imagem para ampliar. 

 
Fernanda Furquim-Blog-Veja-
http://veja.abril.com.br/blog/temporadas/versao-televisiva/novo-cartaz-e-trailer-de-house-of-o-cards-2a-temporada/

%d bloggers like this: